Total de visualizações de página

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Urbe Café Bar


Sinais de néon, fumaça de cigarro, bebidas e hordas de jovens gatos noturnos de São Paulo; Essa atmosfera inspira uma das ruas lendárias da cidade. Augusta Street tem sido o coração da cultura subterrânea e o bairro está cheio de casas noturnas, galerias... e uma das lojas de café mais famosas da cidade, o Urbe Café Bar. O fundador Fabio Pereira - que também dirige a fazenda da família, Fazenda Realeza - criou Urbe para preencher um nicho que ele pensou que ainda não havia sido explorado neste agitado horário: o fim de noite.


Apesar de produzir e exportar o café de sua família nos últimos 15 anos, ele acreditou na criação de uma cafeteria para servir a multidão boêmia e introduzir um bom café com coquetéis modernos. Ele acreditava que, embora a cena dos cafés especiais na cidade estivesse em ascensão, os investidores estavam atrasados ​​para a festa noturna. "Todos os dias há muitas pessoas saindo dos teatros, filmes e casas noturnas, e eles acham difícil encontrar um bom café", diz Pereira.



Recentemente, Pereira trouxe o grão da Fazenda Realeza para o menu. A propriedade está localizada a cerca de 300 quilômetros da capital da região de Cajuru, Alta Mogiana. "Nossa fazenda foi construída com foco na produção apenas para realizar os contratos de mercado internacional, colheita rápida e café de qualidade média", disse Pereira. "Urbe nos levou a investir na melhoria de nosso produto..."

Em abril de 2015, o vencedor do primeiro Campeonato Brasileiro de AeroPress, Edgar Martins, veio de Urbe. Martins começou a trabalhar lá há três anos e aprendeu tudo o que sabia sobre o café em Urbe. Pereira considera Martins e todos os seus funcionários parte de uma equipe maior, uma empresa coletiva de café. Dois de seus irmãos também são parceiros no negócio, e ele é acompanhado de longevidade por uma jovem barista Carolina Aboud, que esteve com ele desde o primeiro dia de atividade do Uber.



Quando você entra em Urbe, você pode sentir sua energia de nova geração. Tem graffiti agradável na parede e jovens profissionais e estudantes bebem cafés e caipirinhas da AeroPress ao lado de espressos e cachaça. Pereira apresenta seus espressos em duas versões: o chocolate para apimentar os gostos clássicos, ou mais ácidos com um toque cítrico. 

O Urbe Café Bar está localizado na Rua Antônio Carlos, 404, São Paulo, Brasil .



Urbe Café Bar


A gente vive na cidade, a gente sente a cidade e se encontra na cidade. Somos urbanos de coração e apaixonados pelas misturas que cada lugar nos oferece. E, por falar em mistura, o ponto do Urbe é no lugar mais eclético de São Paulo – próximo a famosa rua Augusta. É lá que carregamos nossa essência e construímos nossa vocação: ser o ponto de contato entre diversos mundos, em vários momentos.

Sabemos que, assim como um bom café, Sampa pode ser quente, receptiva e cheia de descobertas. Basta saber onde entrar e com quem conversar. Aliás, como uma boa prosa não tem hora, eles também acompanham todas as horas do dia oferecendo desde um café especial, a comidinhas, refeições, drinques e cervejas – tudo para acompanhar o ritmo da cidade. Afinal, se ela não para, eles também não.

Mas não é só na cidade grande que eles mantém as relações. Toda semana, vão até a lavoura (deles mesmos, em Cajuru, e outras pelo Brasil) para observar de perto cada cafezal. Acreditam que essa movimentação valoriza as etapas de produção e respeita todos que estão por trás do seu café, promovendo o consumo consciente que tanto apreciamos e não abrem mão nunca.

De resto, a verdade é que não importa de onde você vem ou pra onde você está indo, sempre vai existir uma xícara de café pra te receber. Eles oferecerem a mais especial de todas, dentro da nossa casa. Vale a pena conferir o URBE Café. Desde 2011 produzindo e cultivando relações especiais. 


MANIFESTO URBE

Somos apaixonados.
Acreditamos que um bom café
pode transformar seu dia. 
Somos curiosos.
Vamos aonde for preciso
para encontrar o melhor aroma.
Somos anfitriões.
Temos prazer em receber os clientes
dentro da nossa casa.
Somos urbanos.
Vivemos, sentimos e nos descobrimos
na cidade.
Somos URBE.
E, aqui, é
o nosso ponto de encontro.



fonte

https://epchapman89.tumblr.com/post/134800205564/s%C3%A3o-paulo-new-generation-energy-at-urbe-cafe

Paulo Pedroso é colaborador regular dos jornais brasileiros Folha de São Paulo e Valor Econômico , bem como da Revista Espresso , uma revista brasileira de café especializado. Leia mais Paulo Pedroso em Sprudge .

http://www.apartamento203.com.br/2017/02/20/urbe-cafe-bar/

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Café Mono dose da Dealcomex


A Dealcomex apresenta uma novidade para o mercado brasileiro: o Café Mono dose. Uma nova experiência para tomar o seu café, sendo prático como o expresso, mas mantendo o processo, aroma e sabor do café coado.


Dealcomex surgiu em 2011 com o objetivo de atuar como intermediária entre empresas fornecedores e compradoras perante o mercado global. 

Para a Dealcomex o futuro das empresas será definido pela habilidade de realizar negócios cada vez mais inteligentes em qualquer território seja ele nacional ou internacional.

fonte

https://www.youtube.com/channel/UCuD3c7gvU0QBsH7rPTL2H-g

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Dia Internacional do Café


A Organização Internacional do Café (OIC) definiu, em 2015, que o Dia Internacional do Café passaria a ser comemorado em 1º de outubro. 

Confuso sobre qual data comemorar o Dia Internacional do Café? Embora, aqui, dia do café seja todo dia, foram tantas as celebrações do grão este ano que a dúvida realmente paira no ar. Para consagrar a tão querida bebida e esclarecer de vez a confusão, a Organização Internacional do Café (OIC) anunciou que a primeira data oficial que comemoraria o Dia Internacional do Café seria este 1º de outubro de 2015.

O anúncio foi feito pelo diretor-executivo da OIC, Robério Oliveira Silva. Segundo ele, os 74 Estados Membros da OIC e 26 associações do setor cafeeiro de todo o mundo estão unindo forças para comemorar a diversidade, a qualidade e a paixão que existem em todas as pontas da cadeia. “O dia dá aos que amam o café a oportunidade de compartilhar seu amor pela bebida e de apoiar os milhões de cafeicultores que dependem desse produto aromático”, diz o comunicado divulgado pela OIC.

Uma campanha on-line vai gerar publicidade para o dia 1º de outubro e incentivar comemorações. A campanha inclui um site com informações sobre os eventos e outras ações virtuais dedicadas ao dia.

A hashtag #InternationalCoffeeDay está sendo utilizada em redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter) para tornar a data oficial cada vez mais conhecida.

Assista ao vídeo promocional da campanha #InternationalCoffeeDay


Também como parte das comemorações, a OIC, através de um Memorando de Entendimento com a Oxfam International, irá colaborar em uma campanha centrada no conceito do “caffè sospeso”, uma tradição italiana que consiste em pagar por uma segunda xícara de café a ser oferecida a uma pessoa que precisa. A campanha de ação social intitulada “Um caffè sospeso contra a pobreza” deve dar aos amantes do café do mundo todo a oportunidade de mostrar sua solidariedade aos pequenos cafeicultores. Usando uma plataforma on-line, eles poderão doar o valor de uma xícara extra de café ao trabalho que a Oxfam realiza em benefício desses cafeicultores.

No mundo todo, em várias datas durante o ano, muitos países celebram seus próprios dias nacionais do café. O primeiro Dia Internacional do Café coincide com a 115ª sessão do Conselho Internacional do Café e o primeiro Fórum Global do Café, que acontecem durante a Expo Milão 2015.

Cafeterias pelo Brasil estão se preparando para a data com programação especial. Quer saber mais sobre estes eventos, que trazem desconto para os apaixonados por café? 

https://internationalcoffeeday.org/

Clique aqui.

ServiçoDia Internacional do Café oficialData: 1º de outubroLocal: comemorações em diversos países e ações pela internetMais informações: www.internationalcoffeeday.org 
_____________________________________
Reportagem publicada na Revista Espresso – parceira do site CaféPointEste material jornalístico é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize as redes sociais abaixo, creditando a fonte.

Saiba mais sobre o autor desse conteúdo


Equipe CaféPoint São Paulo - São Paulo
Mídia especializada/imprensa

FONTE

http://revistaespresso.com.br/2015/09/30/oic-institui-dia-internacional-do-cafe/

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Café com rosquinhas Krispy Kreme




Tomar café com as rosquinhas Krispy Kreme é viciante...

Rosquinhas:
Duas xícaras de leite
1/2 xícara de manteiga
2/3 xícaras de açúcar


Instruções
Aqueça duas xícaras de leite até quase ferver, e tire do fogo.
Misture o leite quente com 1/2 xícara de manteiga em temperatura ambiente, assim como uma colher de sopa de sal e uma de açúcar (dos 2/3 de xícara de açúcar). Deixe o leite esfriar por alguns minutos.
Misture uma xícara e meia de açúcar de confeiteiro, 1/4 xícara de leite, 1/2 colher de sopa de extrato de baunilha e 1/8 colher de sopa em uma tigela pequena para fazer a cobertura. Separe.


Bata lentamente duas colheres de sopa de fermento biológico, 1/4 de colher de sopa de noz moscada, 2/3 de xícara de açúcar, três xícaras de farinha e quatro ovos batidos na mistura de leite.
Adicione mais quatro xícaras de farinha, mexendo até formar uma massa grudenta.
Amasse a mistura com as mãos ou batedor, se tiver, por cerca de cinco minutos. Cubra a massa com um toalha e deixe crescer por cerca de uma hora.
Amasse a massa por vários minutos sobre uma superfície enfarinhada, e então use um rolo de pastel para abrir a massa até chegar a uma grossura de 1,3 cm.
Afarinhe um pouco os cortadores de rosquinhas e corte quantas formas de rosquinha conseguir da massa aberta. Deixe crescer de 30 a 45 minutos,


Encha uma fritadeira até pelo menos a metade com óleo e aqueça a 185º C.
Frite cada rosquinha de um a dois minutos em cada lado na fritadeira, ou até que cada lado esteja dourado.
Tire as rosquinhas prontas do óleo e drene em um prato com papel toalha até ficarem frios o bastante para manuseio.
Passe as rosquinhas na cobertura, batendo para tirar o excesso. Coloque-os sobre uma prateleira de arame com papel encerado por baixo para aparar os pingos. Consuma morno ou espere chegar à temperatura ambiente.



Dicas & Advertências
Para fazer cobertura de chocolate, derreta 1/3 de xícara de manteiga e 115 g de lascas de chocolate meio amargo em uma panela de banho-maria, e então misture com duas xícaras de açúcar de confeiteiro, uma colher e meia de extrato de baunilha e de quatro a cinco colheres de sopa de água quente, adicionando uma colher de sopa de cada vez, até que o chocolate chegue ao ponto desejado.



fonte

http://www.ehow.com.br/rosquinhas-krispy-kreme-como_75613/

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Queen's Lane Coffee House



Tomei café na Queen's Lane Coffee House com a minha filha. Simples e agradável. Muito frio e vento lá fora. Dentro um ambiente aconchegante, cheio de história.







Queen's Lane Coffee House é uma histórica casa de café que data de 1654 em Oxford , Inglaterra . Afirma ser a mais antiga casa de café da Europa.

A casa de café está situada ao lado norte da High Street (no n. º 40), na esquina com Queen's Lane , daí o nome. Por perto são tanto a faculdade da rainha para o oeste e St Edmund Hall para o norte. É popular entre estudantes da Universidade de Oxford e Oxford Brookes University e turistas.

Em 2009 ficou conhecida como "QL", e tem uma filial com este nome no subúrbio de Headington de Oxford. Um outro ramo que tivesse aberto em Jericho está fechado agora;









página no facebook


Queen's Lane é uma rua histórica no centro de Oxford , Inglaterra , em homenagem ao Queen's College, ao sul e oeste.

Na extremidade sudeste da Queen's Lane é uma junção para a High Street . Para o oeste é Queen's College e para o leste na esquina é a Queen's Lane Coffee House , uma histórica casa de café que data de 1654, alegou (juntamente com outros) para ser o mais antigo em Oxford.

Apenas para o norte no lado oriental da pista é a entrada principal para St Edmund Hall , uma das faculdades mais pequenas em Oxford . A antiga Igreja de São Pedro-em-Leste, com uma torre de pedra quadrada, agora a biblioteca de St Edmund Hall, é apenas ao norte da entrada da faculdade.

Há uma curvatura na pista sobre a metade longitudinalmente, seguindo os limites das faculdades circunvizinhas. A pista é amplamente cercada por altos muros de pedra com poucas janelas, mas com alguns bons exemplos de gárgulas , uma característica da arquitetura da faculdade de Oxford.

Na extremidade do noroeste, a pista continua como a pista nova da faculdade, nomeada após a faculdade nova ao norte da pista da rainha. Há uma barreira na estrada neste ponto para impedir o tráfego.

A parte da pista perto da rua principal foi chamada anteriormente St Edmund Salão Lane no século XVIII. Passado a curva no meio da atual Queen's Lane foi chamado Torald Street .

Em 1772, ambos foram conhecidos pelo nome atual de Queen's Lane.


fonte

https://en.wikipedia.org/wiki/Queen's_Lane

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

The Grand Café


The Grand Café. em Oxford, primeira casa de café na Inglaterra, desde 1650... Aqui você também pode tomar o chá das 5!

Nosso objetivo: conhecer locais com café...





Café delicioso.






A Beatriz sempre dormindo...