Total de visualizações de página

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Coffee Week Brasil


Qualidade também cabe em uma xícara

A Coffee Week Brasil destaca os espaços que utilizam cafés nacionais de alta qualidade e com isso ajuda a impulsionar toda a cadeia produtiva do setor. Foram escolhidos estabelecimentos que, além de trabalhar apenas com grãos selecionados, também oferecem serviço e atendimento adequados – moagem sob demanda para espresso, preparo com água mineral ou filtrada, equipamentos e utensílios devidamente condicionados e padronização dos produtos.

De 19 de agosto a 4 de setembro (2017) acontece a quinta edição do Coffee Week Brasil, evento que incentiva o consumo da bebida e destaca os espaços que utilizam cafés nacionais de alta qualidade e com isso ajuda a impulsionar toda a cadeia produtiva do setor.

Foram escolhidos estabelecimentos que, além de trabalhar apenas com grãos selecionados, também oferecem serviço e atendimento adequados – moagem sob demanda para espresso, preparo com água mineral ou filtrada, equipamentos e utensílios devidamente condicionados e padronização dos produtos.

O evento acontece em diversos estabelecimentos espalhadas pelos quatro cantos do Brasil, que oferecem promoções especiais, com valores entre R$ 8,90 e R$ 14,90, além de workshops e degustações gratuitas.


FONTE

http://drinkgoodcoffee.com.br/coffee-week-brasil-roteiro-obrigatorio-para-os-amantes-de-cafe/

http://coffeeweekbrasil.com.br/

domingo, 16 de abril de 2017

Eggspresso

O fim dos tempos... rsrs o mundo está começando a pedir: "eggspresso", ou seja, café com ovos de chocolate =D

by Karvan Coffee

sábado, 15 de abril de 2017

Eu espero que chova café




"Eu espero que chova café" (Ojala que llueva café) é o nome do quarto álbum de estúdio do cantor e compositor dominicano Juan Luis Guerra. Foi lançado por Karen registros em 1989 . É o primeiro sucesso multinacional em larga escala de Juan Luis Guerra & 4,40. Este álbum inclui o single "Ojala que llueva café" (Esperemos que chove café), a música socialmente orientada carro-chefe da Juan Luis Guerra muito bem sucedido, cuja audiovisual dirigido por Peyi Guzmán tiro na região sul da República Dominicana é considerado o melhor vídeo de música Dominicana todos os tempos de acordo com os Top 15 vídeos de música da República Dominicana dos Music Awards Prêmios.


Ojala que llueva café (Eu espero que chova café) também se caracteriza por ser o primeiro álbum a incluir uma música para o ritmo da salsa .


Tomara Que Chova Café

Tomara que chova café no campo
Que caia um aguaceiro de mandioca e chá
Do céu uma tasquinha de queijo branco
E ao sul uma montanha de agrião e mel
Tomara que chova café

Tomara que chova café no campo
Pentear uma alta serra
De trigo e cará
Descer pela colina de arroz graneado
E continuar o arado com seu querer

Tomara que o outono, em vez de folhas secas
Pinte minha colheita de torresmo
Semeie uma planície de batata e morangos
Tomara que chova café

Tomara que chova café no campo
Semear uma serra alta de trigo e cará
Descer pela colina de arroz graneado
E continuar o arado com seu querer
Tomara que chova café no campo

Pra que na realidade
Não se sofra tanto
Tomara que chova café no campo

Pra que na Vila Hidalgo ouçam esse canto
Tomara que chova café no campo

Pra que todos os meninos
Cantem esse canto
Tomara que chova café no campo
Tomara que chova,
Tomara que chova,
Tomara que chova café no campo!





Uma versão desta canção aparece no álbum Avalancha de Éxitos o grupo mexicano Café Tacuba.


Em março de 2008 - Juan Luis Guerra, Juan Fernando Velasco, Ricardo Montaner e Carlos Vives também Juanes e Miguel Bosé, se juntaram em um cenário nada convencional que se converteu em símbolo do fim do recente incidente diplomático, a ponte Simón Bolívar, que une Colômbia e Venezuela foi palco de um espetáculo em que todos cantaram o tema: "paz sem fronteiras". 



sexta-feira, 14 de abril de 2017

Roteiro Café com Cachaça


Minas Gerais apresenta roteiro que mistura café com cachaça. Agricultores familiares abrem suas propriedades para o turista, que tem a chance de conhecer o processo de produção artesanal de duas bebidas tipicamente brasileiras. O copo é quase sempre pequeno, a dose tem que ser na medida certa. O corpo esquenta a cada gole. Café e cachaça são bebidas tipicamente brasileiras. Tomar uma xícara de café ao acordar ou após o almoço é um hábito comum a boa parte dos brasileiros. Alguns, também, não deixam de degustar uma dose de cachaça antes das refeições para abrir o apetite e apurar o paladar.

As duas bebidas caminham juntas em um roteiro de turismo rural pelo sudeste de Minas Gerais. Denominado Café com Cachaça, o passeio oferece a oportunidade de conhecer os processos produtivos artesanais das bebidas sob o cuidado de agricultores familiares. O roteiro faz parte do Projeto Talentos do Brasil Rural.


O programa pode durar um ou dois dias e passa por três municípios mineiros: Viçosa, Arapongas e Guaraciaba. "Minas Gerais é a capital da gastronomia e dois produtos importantes do estado são o café e a cachaça, que já vêm sendo premiados há tempos", diz Renato Cardoso, coordenador do Roteiro Café com Cachaça.

A produção familiar é, ainda, um atrativo turístico que valoriza a cultura local e gera renda à comunidade local, segundo o diretor do Departamento de Geração de Renda e Agregação de Valor da Secretaria da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Onaur Ruano.


- Melhor café de Minas Gerais

Certificado há oito anos para produzir café orgânico, o agricultor familiar Edmar Lopes cultiva o produto a mais de 1.572 metros de altitude, o que influencia nas características de aroma da bebida. O resultado do trabalho são os dois prêmios de melhor café do estado que a família já ganhou.

Edmar recebe pelo menos 20 visitantes por mês em sua propriedade, o Sítio Cantinho da Saudade, que fica no município de Arapongas. "Nós mostramos desde o princípio da produção: o manejo do solo, a seleção do café, o torrador e a secagem. Eles passam a conhecer todo o processo", afirma.

A produção total de café do sítio varia entre duas e três toneladas por ano. A maior parte da venda é feita via cooperativa, mas o objetivo é aumentar a venda nas visitas. "Hoje eu vendo cerca de 10% do café nas visitas à propriedade. Nosso objetivo é dobrar esse número com o Roteiro Café com Cachaça", afirma.

- Segunda melhor cachaça do Brasil

O agricultor familiar José Maria Santana Júnior deu segmento ao trabalho iniciado pelo pai na Cachaçaria Guaraciaba. Os 400 mil litros de cachaça artesanal são produzidos na Fazenda Independência, em Guaraciaba. Os 300 visitantes anuais vão à propriedade da agricultura familiar para saber como é feita a cachaça.

"Nós trabalhamos com a colheita da cana sem queima, fermentação é natural, destilação em alambiques de panela e fracionada", diz Júnior. "Separamos a cabeça e a cauda e só engarrafamos o 'coração' da cachaça, que é a parte boa do produto", afirma.

O cuidado com a iguaria rende bons frutos e prêmios. A cachaça de Guaraciaba ficou entre as cinco melhores cachaças amarelas do Brasil.

- Como chegar
Saindo de Belo Horizonte, pegar a BR-356 - sentido Ouro Preto - seguir, então, para Ponte Nova e para Guaraciaba, ponto inicial do roteiro. Para circular pela região recomenda-se dispor de um veículo de passeio ou contratar um serviço de turismo receptivo.



Visite: www.revistaecotour.tur.br

fonte

http://ecoviagem.uol.com.br/noticias/turismo/turismo-nacional/minas-apresenta-roteiro-que-mistura-cafe-com-cachaca-18505.asp

Dia Internacional do Café




Comemore o Dia Internacional do Café com nossas receitas!


Até 2013 o Dia Internacional do Café era comemorado na data de 14 de abril. Em março de 2014, os Estados Membros da OIC decidiram organizar o primeiro Dia Internacional do Café, a ser realizado em 1º de outubro de 2015, com o intuito de criar um único dia em que os que amam o café poderão celebrá-lo em todo o mundo. E para ir se preparando para celebrar essa data tão especial, nada mais justo que um brinde com uma xícara quentinha! Por isso, separamos algumas receitas práticas e rápidas para você curtir um dia cafeinado:



Uma mistura deliciosa e que fica pronta em instantes: café e sorvete – também conhecido como affogato. Uma ótima forma de comemorar! Veja aqui como fazer.


O café já está presente no nosso dia a dia. Mas para inovar com um simples ingrediente, que tal incluir o mel de laranjeiras? Veja aqui como é simples deixar essa bebida ainda mais gostosa.


Café, chocolate e pimenta: uma combinação que vai te surpreender. Confira aqui a receita de Café Mexicano que fica pronta em apenas três minutinhos.


A mistura entre café e leite de coco forma o saboroso café havaiano. Veja aqui a receita e surpreenda-se.


E para fechar com chave de ouro as nossas sugestões, dose dupla de café! O dueto cafeinado é uma receita preparada com café coado e cappuccino. Uma mistura deliciosa que você pode conferir aqui.

Agora é só escolher a sua receita preferida e curtir um Feliz Dia Internacional do Café!
Escrito por Mexido de Ideias em Receitas, Receitas com Café

FONTE

http://www.mexidodeideias.com.br/receitas/comemore-o-dia-internacional-do-cafe-com-nossas-receitas/

Coado do jeito japonês


É verão no hemisfério norte e não por isso o consumo de café diminuiu. Graças ao sucesso da cold brew (extração a frio dos grãos de café), que mais recentemente tomou seu lugar cativo nas prateleiras de supermercados, novas técnicas para produzir versões frescas ou geladas da bebida continuam a ser exploradas por aí.

A extração a frio resulta em um café intenso porém sem amargor residual, consequência de um processo de 12 horas que permite que os aromas do café se abram lentamente. No entanto, por ser uma bebida muito lenta no preparo, muitos lugares estão optando pelo coado sobre gelo , mais conhecido como café gelado japonês, que é uma extração quente sobre gelo. A extração quente desenvolve aromas e óleos mais complexos, solúveis apenas sob a ação do calor, resultando em uma bebida mais aromática do que a extração a frio.

A ideia por trás é a seguinte: enquanto a água quente extrai todos os óleos e aromas vibrantes do café, o gelo permite que esses aromas sejam captados (sem se dissipar) e que o amargor do café seja perfeitamente diluído (nesse caso, a água do gelo deve ser contabilizada como parte da água da extração), ao mesmo tempo que sua bebida está sendo resfriada – e voilá, pronta para consumo.

Fácil, sem afetação e com tudo para virar a sensação do próximo verão aqui nos trópicos. Ideal com o nosso Cia Café Biodinâmico em grãos, que possui um sabor adocicado e um aroma floral.

À venda aqui no site: 


video: counterculturecoffee.com

Estes copos geniais com gelo servem para preparar um café gelado barato. Apenas adicione o café lá perto da saída, depois de pagar.



FONTE
http://www.ciaorganica.com.br/coado-japones/

sábado, 8 de abril de 2017

Nitro Coffee



E Esse Tal de Nitro Coffee?

Você está em um bar, seu amigo vai pegar algo pra tomar e, ao voltar, aparece com um copo refrescante de café que mais parece um bom chopp. Se você ainda não passou por isso, em breve passará. Nova bebida queridinha dos apaixonados por café, o Nitro Coffee é mais uma opção indispensável para entusiastas do cold brew e dos cafés gelados.


Mas como o Nitro Coffee é feito? A primeiro etapa é fazer uma infusão de cold brew com nitrogênio, pode ser dentro de um barril usado para armazenar cerveja. Após algum tempo de infusão, ao extrair a bebida através de uma torneira com uma válvula pressurizada com pequenos orifícios, a medida que a pressão alta força o cold brew, cria-se um efeito cremoso, muito parecido com uma cerveja Guinnes.


Ver um copo de Nitro Coffee é um verdadeiro deleite.


Ainda existem pessoas que têm um pouco de receio para experimentarem cafés gelados. Já passei por várias situações onde, ao comentar que sempre tomo cold brew, logo depois de explicar que é um café servido frio, a pessoa me olha e faz aquela cara de lembrança da vez em que o café do trabalho já estava frio, e mesmo assim teve que beber porque não iria conseguir ficar sem café.





Assim que eu tomei o primeiro copo, pensei: o Nitro Coffee é perfeito para impulsionar a desmistificação de “beber café gelado” aqui no Brasil, simplesmente pela questão visual. Aposto que você, ou o seu amigo que tem esse preconceito, não conseguirá resistir a tentação de experimentar o tal do Nitro Coffee! E não é apenas uma bebida esteticamente chamativa, é boa demais!

ACEITA UMA RODADA?


fonte

http://drinkgoodcoffee.com.br/e-esse-tal-de-nitro-coffee/

quarta-feira, 22 de março de 2017

Café com Queijo


Harmonização de cafés especiais e queijos artesanais

Quem disse que aquele cafezinho tem que vir sempre acompanhado por um doce? Entenda por que a café combina tão bem com queijos. 

Parece regra: cafezinho tem que vir acompanhado de algum doce – pelo menosé assim que estamos acostumados. O café é natural da Etiópia e seu nome tem origem na palavra árabe “qahwah”, que significa vinho. Além do significado e da origem do grão, o que pouca gente sabe é que uma das formas de consumi-lo é com acompanhamentos umami, especialmente queijos.


Segundo Fernando Oliveira, proprietário da loja “A Queijaria”, em São Paulo, o brasileiro tem como costume preferir alimentos muito doces ou muito salgados, não explorando os demais gostos. Isso explica o hábito de tomar café sempre com um acompanhamento doce. “Eu acho que o café combina muito mais com alimentos umami e salgados. O queijo, por exemplo, tem o poder de ‘limpar’ o sabor do café e mostrar seu lado mais puro. Com essa combinação, dá pra sentir melhor a acidez e o amargor da bebida.”

Não há uma regra sobre qual queijo combina melhor porque tudo depende da safra do café e do tipo de queijo. Não há um consenso estabelecido, além de depender também do gosto de cada um.

Mas vale a pena fugir do óbvio e experimentar várias combinações. “Eu, que adoro acidez, por exemplo, aprovo a combinação entre café e queijo parmesão. Tem muito umami, e quando você está com todo aquele paladar aguçado do queijo, beber algo mais amargo, como o café, provoca uma sensação agradável”, afirma Fernando.

Melhor com umami

O especialista em cafés, Ton Rodrigues, sócio da True Coffee Brasil, tem opinião similar. “O café comum, que compramos em supermercado, tem em sua composição 96% de grãos. Como ele tem facilidade de impregnar-se de aromas, os grãos são fortemente torrados para tirar os sabores adquiridos desses 4% que não são café. Só que isso o deixa muito amargo, e para compensar pedimos uma combinação doce”.

Cafés de qualidade, no entanto, não têm no doce o parceiro ideal, garante o especialista. “A fruta da qual o café é extraído é adocicada. A própria bebida, feita com grãos artesanais e da maneira correta, também tem toques adocicados. Para sentir melhor esse gosto, a combinação ideal é com um acompanhamento umami ou salgado”, explica Rodrigues.

A mistura, em princípio, inusitada já começa a fazer sucesso em alguns estabelecimentos, como no restaurante italiano Vito, em São Paulo, onde o cafezinho é servido com um pedacinho de queijo. Os clientes estranham, mas acabam se acostumando. Que tal você experimentar também?

Workshop de harmonização de Café & Queijo

A Mercearia Mestre Queijeiro, em parceria com a True Coffee Brasil, realizará um #workshop de degustação de cafés especiais e queijos artesanais no dia 25 de março, no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

No evento, serão degustados três cafés diferentes, preparados no método filtrado Hario V60 pelo barista Ton Rodrigues, e três tipos de queijos artesanais, selecionados pelo especialista Bruno Cabral que, ao lado de Ton, que orientarão a degustação.

A vagas são limitadas para até 10 participantes.
ServiçoOnde: Mercearia Mestre QueijeiroEndereço: Rua Simão Álvares, 112, PinheirosData: 25/03Hora: das 10 às 12h.Investimento: R$ 120,00

Link para inscrição: FoodPass

FONTE

http://drinkgoodcoffee.com.br/harmonizacao-de-cafes-especiais-e-queijos-artesanais/

sexta-feira, 17 de março de 2017

Cappuccino at home


Conheça a cafeteria inspirada em Charlie Brown e Snoopy



Nós adoramos cafeterias temáticas! Inclusive, já mostramos aqui vários locais diferentes que existem no Brasil e no mundo. E os fãs de Charlie Brown, o grande companheiro de Snoopy no clássico Peanuts, vão ficar felizes em saber que existe um café dedicado ao personagem.

O Charlie Brown Café está localizado em Hong Kong e tem sua decoração totalmente dedicada ao personagem: esculturas, papéis de parede, itens de colecionador, utensílios e outros objetos.

Além das bebidas mais clássicas, como café, cappuccino e frappuccinos, o local também oferece outras delícias para os visitantes, como sanduíches, sopas e massas.

Se você é fã do Charlie Brown e tem uma viagem agendada para Hong Kong, vale a pena fazer uma visita à cafeteria. Para mais informações sobre o local, acesse aqui.

Por: Monalisa Briganti

Escrito por Mexido de Ideias em Viagem







Muitos outros varejistas tirar proveito de programas de TV, filmes ou celebridades para decorar suas instalações ou seu menu está de acordo com eles, de modo que no mundo há cafés dedicados a Breaking Bad, amigos, Harry Potter, mas desta vez os personagens de Charlie Brown foi a inspiração para um café em Singapura.


As pessoas desta cidade pode provar (literalmente) Snoopy, Sally, Lucy, Linus, Schroeder, pois eles são a imagem dos pratos e bebidas do Charlie Brown Café.

O varejista foi mais longe e para realmente dar um todo experiência para seus consumidores instalado figuras de tamanho real dos personagens principais desta história em quadrinhos que saltou de jornal para televisão e cinema.



Tal tem sido o sucesso do Charlie Brown Cafe, que já tem filiais em Taiwan e Hong Kong e espero em breve fazer a sua chegada no México, onde milhares de saudosos fãs querem um café cuja espuma seja o rosto do Snoopy ou da Lucy .

fonte

http://www.informabtl.com/retail-experience-una-cafeteria-en-honor-a-charlie-brown/